Quando eu disse que ia deixar São Paulo para passar um tempo na Colômbia, todo o mundo me perguntou se eu tinha ficado doido. A preocupação era sempre a mesma: lá não é perigoso? E os narcotraficantes? E as FARCS? Minha mãe, por sua vez, perguntou o de sempre, porém com mais ênfase do que de costume: lá não rola muita droga?!

Preconceito

Assim como a maioria das pessoas, eu tinha um baita preconceito contra a Colômbia. Um dia zapeando a TV assistir a um documentário sobre Angela Bittencourt, a candidata a presidência que foi sequestrada no tempo das eleições, permanecendo cativa por 6 anos. Numa outra data, também por acaso, assistir a um documentário em que as vítimas das FARCS eram três turistas.

Além disso, já estava no meu subconsciente que Bogotá era um lugar violento porque na novela “Betty, a Feia”, que foi minha primeira referência sobre o país, o pai de Betty sempre resmungava: “Como você chega em casa uma hora dessa, mocinha?! Não sabe que vivemos numa cidade perigosa?!”.

A Simpatia dos Colombianos

No entanto, apesar de ter na cabeça que a Colômbia era uma nação violentissississima (by Patricia Poeta imitando o Chaves), alguns episódios foram mudando meu conceito. Tudo começou em 2010 quando eu estava fazendo um passeio em Sintra, Portugal.

Depois de conhecer vários castelos, chegara a hora de voltar à Lisboa. Acontece que eu não sabia direito como voltar. Foi quando um senhor e uma senhora, que estavam sentados no banco da rua, notaram minha cara de baiano perdido e me perguntaram em espanhol: “te podemos ayudar?”.

Eu expliquei a situação, disseram-me então que o trem passaria em 20 minutos e que eu poderia esperar lá com eles. Nesse tempo, conversamos sobre minhas viagens pela Europa e um pouco sobre segurança.

Em 2011, na Argentina conheci Ivone, uma bogotana que só me falava bem de sua cidade. Já no Chile, conheci Pascual, outro bogotano muito gente boa que estava no mesmo grupo turístico que eu, assim conversamos muito sobre a Colômbia e o seu discurso era similar ao de Ivone.

octavio paz bogotá

Ano de Paz e de Octávio Paz. Fundação Gabriel Garcia Marquez.

Em 2012, no Perú, pedi uma mulher para tirar uma foto, depois do flash descobri que ela era bogotana e tivemos um bom papo sobre FACS, novela e Machu Picchu.

Em 2013, logo que me mudei para São Paulo, conheci na fila do Spoleto uma colombiana, perguntei a ela sobre a guerrilha e ela me garantiu que isso só havia na selva, onde praticamente não vive ninguém.

Mas foi apenas em 2014 que eu comecei a acreditar nessa história. Em Barcelona, hospedei-me na casa de uma colombiana que me explicou muitas coisas do seu país. E no avião de volta ao Brasil, sentei-me ao lado de uma mineira que durante o trajeto me contou sobre suas viagens e me garantiu que a mais inesquecível havia sido para Bogotá. Ao perguntar se lá não era perigosa, ela exclamou um “magina!” e complementou de boca cheia: “Bogotá é linda, um povo maravilhoso, o museu do ouro é um espetáculo…”.

Juntando todo esse histórico positivo, resolvi então dar o benefício da dúvida e fui perguntar ao Google: Bogotá é segura?

Sim. Bogotá é Segura.

Saindo do Equador, minha primeira parada na Colômbia foi o aeroporto de Cali, onde, ainda no corredor da conexão, deparei-me com a seguinte foto:

Segurança

Turistas cumprimentando policiais.

Neste pôster, a mensagem: “Compromisso é chegar aonde seja, para assegurar a convivência” juntamente com as fotos reforça a imagem que a Colômbia tenta vender de sua policia.  Há propagandas exaltando o bom trabalho da instituição em várias mídias, tanto na televisão, quando nos cinemas, rádios e até outdoors.

Percebe-se que há um projeto de conscientização sobre a importância de respeitar os profissionais da segurança. Não à toa, os policiais e soldados são tratados aqui como heróis. Diferente do que ocorre na maioria dos países sul americanos, o povo não tem medo de sua policia, pelo contrário.

Em 2002, o presidente promoveu uma verdadeira revolução no departamento de segurança. O exército foi colocado nas ruas, os salários foram aumentados, a corrupção na policia foi combatida com uma seleção rígida, os bandidos receberam penas mais duras,  os Estados Unidos colaborou dando treinamento, o armamento foi intensificado, acordos de paz foram estabelecidos com as FARCS e com o marketing midiático posto em prática, mais jovens aderiram a vida militar como carreira, o que por sua vez aumentou o número de policiais na rua.

segurança em bogotá

Soldados no centro histórico.

Os lugares turísticos são abarrotados de soldados, todos treinados para ser simpáticos e prestativos. É comum ver soldados e policiais virando fotógrafos e postos de informações ao cidadão.

Já nas ruas normais, não se vê tantos soldados, mas em compensação, há vários policiais. Às vezes, mais de 5 no mesmo quarteirão. Nas paradas de transporte público também estão eles com jalecos verdes mantendo a ordem e zelando pela segurança.

Veja dicas de onde se hospedar em Bogotá

Cultura da Segurança

Bem diferente do Brasil que tenta mascarar a violência fingindo que está tudo bem (alô, Haddad e Geraldo Alckmin), preocupado mais com a aparência do que com a segurança de fato, a Colômbia adotou uma nova cultura. O importante aqui não é parecer seguro, é realmente ser seguro.

Por exemplo, para entrar em lugares públicos, como bibliotecas e até em eventos em praças, você é revistado com detector de metal e se tiver com bolsa, precisará abri-la para o segurança olhar o que tem dentro.

Embora pareça incomodo e invasivo, essa ação intimida quem está com má intenção. Longe de ser um país para “inglês ver”, o tema da segurança é tratado com bastante transparência.

Exemplo: no fim de ano, época em que há muitos roubos nas casas em que os donos viajam, a prefeitura de Bogotá não esconde o problema e espalha por toda cidade cartazes lembrando à população de tomar medidas anti-roubos.

bogota é segura

“Tome medidas para proteger sua casa enquanto aproveita suas férias”.

Adote um Bandido

Doa a quem doer, segurança em Bogotá virou assunto de ordem. Promovendo quase uma lavagem cerebral colocando “Ciudad de Paz” em letreiros de ônibus, quem insiste em não se converter ao sermão da paz, pode acabar muito mal.

Na estação de Transmilenio perto de casa, presenciei uma cena que chocaria os defensores dos direitos humanos. Um ladrão de celular foi pego pela polícia e enquanto a viatura não chegava, o marginal foi algemado a uma barra de ferro ao lado da bilheteria, ficando exposto aos olhares de todo o mundo que passava, parecia até cena do tempo da inquisição. Até pensei em tirar uma foto do bandido, mas achei que não seria ético.

Embora tenha diminuído muito, ainda ocorre furtos de celulares e carteiras dentro dos ônibus. Inclusive já vi um. Quando o ônibus parou, o menino pegou o Iphone de uma mulher e saiu em disparada. Mas não é sempre que o furto é bem sucedido. Frequentemente, ao fugir, o ladrão acaba sendo atropelado por um transmilenio, tipo de ônibus que transporta mais de 300 pessoas. Em outros casos, os bandidos são pegos pelos próprios passageiros, linchados e entregues a polícia.

As dicas para evitar tais roubos são: não ficar com o celular perto da porta do fundo, que é a única saída que o bandido tem; evitar o transporte público após às 10 da noite, principalmente em feriados (melhor aproveitar que os táxis por aqui são baratos) e não ficar com o celular a mostra enquanto espera o bus.

Veja um roubo que não deu certo. O delinquente é atropelado, tem politraumatismo e quando sai do hospital vai direto para a cadeia.

Obviamente, segurança total só existe no céu, mas comparado aos demais países da América do Sul, a Colômbia é de longe o mais seguro, principalmente em cidades como Bogotá, Medellín, Cartagena (se não for em época de festa). A propaganda que o governo faz é de fato verdadeira: policiais humanos, soldados bem treinados, leis que funcionam e povo mais que acolhedor.

Tive muita desconfiança quanto ao slogan: “o risco é que você queira ficar”. Porém, o departamento de turismo não podia ter escolhido slogan melhor. Vim para passar no máximo dois meses e agora já não quero ir embora tão cedo. Tirei o visto, arrumei três empregos, fiz várias amizades com nativos e posso garantir que desde o mais simples até os mais ricos, com quem tenho contato devido ao trabalho de professor, todos são bastante amáveis, hospitaleiro e simpáticos.

Atualização Importante

Após 1 ano morando na Colômbia, reitero que o clima de segurança por aqui é maior do que de insegurança. Tendo os cuidados habituais, as chances de algo ruim acontecer são baixas. Depois de todo esse tempo, algo do dia-a-dia que posso dizer que não é muito seguro é andar de ônibus, bucetas (vans, não pense besteira) e até táxis (em finais de semana, botam 120 km/h na rua com facilidade). Isto porque para tirar a carteira, só basta dizer que sabe dirigir. Eu brinco que pra andar de ônibus aqui é preciso usar capacete.

O único motorista que eu vi realmente dirigir bem foi o da Colombia4u, agência que dispõe de vários tours (em todas as cidades turísticas). Confira os passeios que você pode fazer, os preços e outras informações clicando no banner abaixo. Assim, além de conhecer a Colômbia sem preocupações, você também estará ajudando o blog a se manter ao acessar o site da empresa através do Uzi Por Aí.

colombia4u agência bogotá tours colombia

Depois de tudo isso não há mais desculpa: venha correr o risco de querer ficar. Assista à excelente chamada do turismo colombiano: “Há um lugar que nunca acreditou na palavra impossível. Um lugar que os rios querem ser oceano e o oceano se cansou da solidão… Um lugar chamado Colômbia… Onde os anjos vêm passar as férias”.

IMPORTANTE: Para viajar pela América Latina com segurança, você precisará de um seguro viagem. Compre o seu com a Seguros Promos, empresa que trabalha com várias opções de preço, e receba 5% DE DESCONTO usando o cupom do blog: UZIPORAI5. Indico porque já usei (veja como foi minha experiência) e não tive problemas. Clique aqui ou no banner abaixo e confira qual se adequa melhor às suas necessidades.

Toda vez que efetuar a compra do seu seguro através dos links ou banners expostos no “Uzi Por Aí”, você estará nos ajudando sem pagar absolutamente nada a mais por isto.

Obrigado e ótima viagem!


Categorias: Colômbia

Deixe seu comentário

  1. CarolinaResponder

    Olá Uziel,
    Estaremos indo em família visitar a Colômbia. Gostei muito do seu artigo. Pode nos ajudar com indicações de hotel e passeios turísticos?

    No aguardo .

    • Uziel MoreiraResponder

      Claro, Carol. Vou te passar uma lista por e-mail. Obrigado pelo comentário.

  2. Gardel d e Polaina e Sem MeiaResponder

    Sou uma pessoa que conhece diversos países em quase todos Continentes, posso lhes garantir que este texto tem 50% de verdades.

    1 – Sim, é perigoso sim. Conversa para boi dormir. Na primeira vez que estive lá, pegando um taxi no aeroporto em Bogotá, taxi esse legal, na fila como os demais usuários, um senhor de 50 anos taxista tentou me dar o chapéu. Precisa ir ao Hilton ( em qualquer lugar do mundo os taxistas sabem onde fica o respectivo de sua cidade), o cara me deixou em outro edifício a mais de 4 quilometros de distancia, dizendo que era o local. Já de saída tentaram me roubar.
    2 – Cachorro para farejar bomba em todo hotel ou prédio comercial. Isso mesmo, ameaça eminente de um ataque.
    3 – Policiais apostando FUEGO, na porta de boates. Primeiro lugar do mundo onde vi policiais em jogatinas clandestinas e uniformizados.
    4 – Quase quebrei minha perna ao atravessar uma avenida, um buraco onde deveria existir uma tampa de ferro, em um lugar escuto, no meio de uma avenida onde se tem que atravessar olhando para trás..
    5 – Variação de temperatura absurda, mais de 10 º em 30 minutos, tanto para cima quanto para baixo.

    Resumindo, bem América Latina, passagem cara, melhor ir para ZOROPA como o mesmo valor.

    Volto?

    Somente a trabalho.

    • Uziel MoreiraResponder

      Pois é, Gardel. Mas veja só: clima, trânsito e taxista são outros tópicos. Tentei me ater ao tema da segurança/violência como assaltos, Facs, narcotráficos. Como dito em um post aqui do blog chamado “Eu e Milena do Primeiro para o Terceiro Mundo”, a Colômbia é um país da América do Sul com os mesmos problemas de estrutura característicos do nosso continente.

      Viajar para a Europa é sempre bom, e não há como comparar, mas apesar dos pesares, acho que é interessante também conhecer os países que rodeiam o nosso, e neste caso, ao menos em minha opinião, a Colômbia é hoje um dos mais seguros, inclusive mais do que o Brasil.

      • MauroResponder

        Uziel, estarei visitando bogota neste fds, estou lendo todas as matérias do seu blog, eu entendo o ponto de vista do amigo Gardel, porem isso como vc mesmo falou, é característico da America do Sul, acontece que existe um preconceito de que as farcs estão no meio da rua, assim como em sp tem floresta e macaco (como alguns gringos ja me falaram), o que não é bem assim, em qualquer lugar do mundo, o turista não pode andar com câmera a mostra, ou mochila na frente, pois sempre haverão os batedores de carteira.

        • Uziel MoreiraResponder

          Isso mesmo, Mauro. Acho até graça, alguém que mora em alguma capital do Brasil dizer que Bogotá é perigosa.

          Já quanto ao que o Gardel falou, boates geralmente são inseguras em qualquer parte do mundo. E perigo de bomba até em Curitiba tem. A diferença é que em Bogotá prefere prevenir com cães e tudo mais, do que esperar a bomba explodir.

          Não entrando em bibocas, não tem perigo nenhum. Você vai gostar.

  3. anônimoResponder

    Fala sério. Sair desta B**** de Brasil para ir para … Colômbia? Menos ….

    • Uziel MoreiraResponder

      Cara, eu também não esperava muita coisa, mas a Colômbia me surpreendeu. Aqui é mais desenvolvido do que imaginava. E no momento, a economia está bem mais forte que a do Brasil.

  4. Funki é una b...Responder

    Putz! Você gosta de viver perigosamente.

  5. cleberResponder

    cara super indeciso. tenho ido a outras capitais da américa do sul, mas sempre planejando ir a Bogotá. ocorre que isso da insegurança fica martelando, especialmente porque devo ir sozinho, como sempre viajo. pensando seriamente em pular bogotá e ir apenas para cartagena.

    • Uziel MoreiraResponder

      Cleber, aqui é mais seguro do que qualquer capital do Brasil. Basta tomar os cuidados normais, os quais precisam ser tomados em toda cidade do mundo. Paris, por exemplo, tá cheia de batedores de carteira, mas disso ninguém comenta.

  6. PeterResponder

    Olá Uziel,
    Estou com viagem marcada para Bogotá e Cartagena. Serão poucos dias, apenas 3 em cada cidade, mas se não for assim acabo não conseguindo ir. Já faz muito tempo que tenho vontade de ir conhecer e agora finalmente, conseguirei.
    Fiz várias pesquisas no google, mas estou com dificuldades de obter informações quanto a preço das coisas, alimentação por exemplo.
    As informações que consegui são apenas dos restaurantes mais caros e renomados.
    Poderia me ajudar com sugestões de locais para comer, bons e baratos?
    Estarei hospedados na Candelária em Bogotá.
    Obrigado.
    Peter

    • Uziel MoreiraResponder

      Oi, Peter.

      Os restaurantes de Bogotá são de extremos: ou é muito barato ou muito caro.

      Na candelária, uma saída é ir até a praça Jimenez e entrar em um “asadero”, onde você acha 1/4 de frango, mais arepa, batata e um suco por 7 pesos.
      Há muitos asaderos na Jimenez. O único problema é que a cara dos lugares não são muito convidativos, mas as comidas são boas.

      Na candelária, na rua Centro Cultural Gabriel Garcia Marquez, tem uns restaurantes bons por 10/12 pesos. Só não dá para escolher o que quer comer, pois não existe self-service por aqui.

      Fuja das comidas do El Corral que são caríssima, mas se der, experimente a malteada de vainilla o de macadamia que custa 7.100 e são uma delícia.

      Na candelária tem muitas barraquinhas, onde as coisas são barato. Se você gostar da arepa rellenada, por exemplo, você não deve pagar mais de 2 pesos por uma simples.

      A dica geral é: nunca coma em shoppings. É absurdamente caro. Mais que em São Paulo.

      Precisando de mais alguma dica é só me chamar por aqui. Abraços.

      • PeterResponder

        Obrigado Uziel,
        Só mais uma informação, o Andrés Carne de Res é realmente imperdível?
        Entrei no site, olhei o Menu, vi que os preços são mais altos, mas não impossíveis, semelhantes aos restaurantes mais conhecidos aqui de Belo Horizonte (Sou mineiro, uai! rs).
        Vários Blogs falam deste restaurante, a avaliação dele no Tripadvisor é ótima, então, gostaria de saber de você, que mora aí.
        Estarei aí de 29/04 a 05/05, se estiver de bobeira, combinamos de tomar uma Club Colômbia.
        Abraços! Muitíssimo obrigado.
        Peter

  7. Lester OliveiraResponder

    Olá Uziel,

    Estava procurando informações sobre a Colômbia e quando descobri seu site, desisti de procurar em outros. Muito bom mesmo.

    Você teria uma relação dos tour imperdíveis a serem feitos?

    Obrigado e parabéns pelo site.

    • Uziel MoreiraResponder

      Oi, Lester. Obrigado pela preferência. Embora na verdade, eu sou o único blogueiro brasuka que mora aqui atualmente. rsrsrs.

      Pois então, quando você está pensando em vir? Tem muita coisa para fazer, tudo depende de quantos dias você tem. Tour imperdível por agora que posso te dizer é Zipaquirá, Villa de Leyva (para passar 2 dias), Parque Jaime Duque… Todos esses já tem posts aqui.

      Qualquer coisa é só falar.

  8. Maricleide ferreiraResponder

    Pretendo ir para Bogotá pois conheci um rapaz que é natural de Bogotá.
    É seguro morar em Bogotá?

    • Uziel MoreiraResponder

      Maricleide, é como eu falei no post. É seguro, mas não é o céu. Rsrs.
      Precisa ter alguns cuidados como em qualquer outra capital da América no Sul.
      Mas no geral, é mais seguro do que a maioria das capitais do Brasil.

  9. GuilhermeResponder

    Acabo de chegar de Bogotá, fui assaltado logo no segundo dia na região da candelária. A polícia foi ineficiente, ficaram de braços cruzados , fizeram mil perguntas e saíram andando. o trânsito é horrível, as pessoas são educadas. Acho que a cidade deve ter melhorado muito mas não acho que valha a pena visitá-la.

    • Camilo Andres Castañeda NeiraResponder

      Vale a pena sim visitar a cidade, so que no centro donde vc foi assaltado sempre tem que estar de olhos abertos porque tem muito ladrao e mendigo. Como falamos aqui “no dar papaya” é a solucao para passar uma boas ferias em Bogotá.

  10. Monica Alves da CostaResponder

    Estamos pensando em ir para Cartagena. Você sabe como estão os preços de comida por lá?

    • Uziel MoreiraResponder

      Monica, infelizmente ainda não tive tempo de ir a Cartagena, então o que eu vou te falar é achismo: acredito que a comida da na parte turística deve ser de 20 a 40 mil pesos (de 30 a 50 reais). Fora da área turística, talvez encontre “asaderos” de 12 ou 15.

      Se eu for antes de você eu te aviso. Rsrs. Abraços.

    • Camilo Andres Castañeda NeiraResponder

      Cartagena por ser uma cidade turistica, pode chegar a ter lugares caros ate como nos melhores restaurantes de Bogotá.

  11. EduardoResponder

    estarei na feira Expodefensa de 29 de Novembro a 03 de Dezembro em Bogota. Estou pensando em levar minha esposa, acha segura ela passear sozinha pela cidade?

    • Uziel MoreiraResponder

      Eduardo, é como eu falei no post. Acho aqui mais seguro do que qualquer capital do Brasil. Tendo um pouco de atenção com a bolsa e não indo em bairros distantes dos lugares turísticos, é bem tranquilo.

  12. JaneteResponder

    Gostaria de saber quanto a segurança nas comunidades de fronteiras. É seguro para turistas?

    • Uziel MoreiraResponder

      Janete, depende da fronteira. Mas eu evitaria, principalmente a fronteira com a Venezuela.

  13. PatriciaResponder

    Ola Uziel. Adorei o seu blog. Eu sou portuguesa e estou a pensar ir viver para bogota e abrir um negocio. O que preciso de fazer? Obrigada

    • Uziel MoreiraResponder

      Oi, Patricia. Olha, acho que você deve ir no consulado da Colômbia em Portugal e fazer todos os trâmites aí antes de vir pra cá. Porque a burocracia já estando aqui é muito maior e também sai mais caro. Assim que a dica é você tirar o seu visto de trabalho/empreendedor aí mesmo… Boa sorte. Abraço.

  14. MárciaResponder

    Oi, boa tarde!
    Estou pesquisando muito sobre a Colômbia porque meu esposo é militar e teremos de ficar 2 anos lá. Confesso que tenho muito medo e realmente as notícias ou informações que temos da Colômbia não são boas mas fiquei mais tranquila com o que você falou. Será que você poderia me ajudar? Preciso continuar minha faculdade de Engenharia Civil.. O ensino Universitário aí é bom? Conhece alguma faculdade que possa me indicar?

    • Camilo Andres Castañeda NeiraResponder

      Se vc vai se deixar levar pela bosta de noticias que apresentam na TV, vai ficar com medo ate de NY onde tem policia por todas partes, mas ainda assim matam e roubam como em muitas partes do mundo. Aqui roubam, matam como no Brasil, mas se vc tiver os cuidados necessarios nao vai acontecer absolutamente nada. Engenharia na Escuela Colombiana de Ingeniera, mas tenha em conta que para continuar a faculdade vc vai ter que saber falar, ler e escrever em espanhol.

  15. Uziel MoreiraResponder

    Oi, Márcia. Engenharia Civil é forte no sentido de que vejo muita gente fazendo e pelo que falam é bom, talvez o mestrado que não seja tanto porque não há muitos doutores por aqui.

    Assim na cabeça, não lembro de nenhuma faculdade, mas vou perguntar quando ver de novo alguém que faça engenharia.

    Em Bogotá há bairros mais seguros que outros, mas no geral é uma cidade tranquila se comparada à São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador…

    Qualquer coisa é só falar.

  16. Gledson MendesResponder

    Bom dia amigo,achei muito interessante seu Blog,a muito tempo venho estudando sobre a Colômbia,estou seriamente pensando em migrar, gostaria de saber como é para morar e trabalhar,valores e salários,tem muitas motocicletas,pois é meu ramo.grato.

  17. Pedro MotaResponder

    que loucura parece que você ta certo mesmo, olhei aqui no google maps, as ruas de bogotá são lindissimas.

  18. Lívia Guedes HolandaResponder

    Estive agora em Bogotá e super indico, pois a cidade é linda, boa segurança e o clima maravilhoso. Uma cidade cercada por montanhas. Acredito que a poluição é bem pequena pq nunca vi uma cidade tão verde como Bogotá. Taxi então nem se fala, muito em conta. Bem só tenho a falar das belezas de Bogotá, os pontos turísticos são maravilhosos. Os pontos negativos não supera os positivos, como por exemplo o trânsito é bem pesado e eles nem respeita os cruzamentos e andam com muita velocidade,a alimentação tbm me deixou muito a desejar tirando isso tudo de bom…….

    • Uziel MoreiraResponder

      Lívia, você comeu nos lugares errados. Mulher, eu sou insuportável pra comer e uma das coisas que me segurou na Colômbia foi a comida. Na primeira semana que estive lá estranhei muito, principalmente as coisas do Centro, mas depois encontrei os lugares normais. Mas que bom que ainda assim vc gostou. Grande abraço.

  19. MiguelResponder

    Qual o preço de alugar ou comprar um apartamento em Bogotá ou Medellín ? Sei que tem zonas mais seguras que outras , explica em quantas zonas se divide a cidade , como é a demografia dessas zonas ? Estão separadas essas zonas ou misturadas ?
    Sou Gestor , falo fluentemente espanhol e ingles , é difícil arranjar trabalho ?
    Como sao as mulheres por ai ? É que conheci uma colombiana e estou a pensar em ir para ai viver….. mas tenho receio ,! Apesar de eu ter boa aparência. Tenho a impressão que sao falsas e olham muito ao dinheiro ! Me fale um pouco sobre esse assunto tb .
    Abraço

    Já vi imensos documentários , mas nenhum fala realmente destes temas….

    • Uziel MoreiraResponder

      Oi, Miguel. Sem mobília vc acha um apê pequeno numa zona segura por 800/900.000, mobiliado em zona mais rica vc acha a partir de 1.500.000.

      Os bairros geralmente são bem separados, pobres de um lado (sul) e ricos de outro (norte), classe média no meio. Tem pouca mistura.

      As colombianas são voláteis. Hoje pensam uma coisa, amanhã pensam outra completamente diferente. Não são de cumprir combinados verbais.

      E trabalho depende muito da área. No geral está mais fácil que no Brasil e acredito do que em Portugal.

  20. CleoResponder

    Uziel, bom dia,
    Me surpreendeu encontrar um blog de brasileiros morando em Bogotá, vivo planejando viajar para lá, acredito que como qualquer cidade, há que se ter cuidado, o que me amedronta é o clima, Bogotá é uma cidade de uma altitude significativa em relação ao mar, não, como La Paz, na Bolívia em que pessoas passam mal. De todo modo, como é o clima na cidade?
    Abraços, Cleo.

    • Uziel MoreiraResponder

      Oi, Cleo. Eu nunca senti nada de diferente por causa da altitude, a única coisa é que eu quando inventava de correr só faltava infartar. Em Bogotá, eu não consigo correr. Mas de resto é tranquilo. O clima é ótimo, tá sempre entre 15 e 26 graus, dificilmente passa disso, e costuma chover muito de outubro a fevereiro. Se puder, curte o blog no face. E qualquer coisa é só falar. Abraços.

  21. DanielaResponder

    Oii gente! Vou passar 1 dia em Bogotá e queria saber sobre a segurança dos Taxis lá, pois ouvi mto sobre sequestro relâmpago la…fiquei preocupada pois ainda vou com filhas. Do aeroporto ao hotel devo pegar somente taxis amarelos? Vans? Me ajudem! Obrigada.

    • Uziel MoreiraResponder

      Oi, Daniela. Recomenda-se que peça o táxi pelo telefone. Eu sempre peguei na rua e nunca tive problema. Só em Cartagena que quase fui assaltado por um. Mas nem dá para comparar. No aeroporto, os amarelos são mais baratos que os brancos. Você pode baixar o aplicativo de táxi da Colômbia que é o Tappsi, assim aumenta a segurança, já que assim só lhe pegam o táxis registrados.
      Acho que é isso. Se puder comprar o seu seguro pelo blog e reservar o seu hotel, eu agradeço. Qualquer dúvida é só perguntar. Boa viagem.

  22. Darli Bertazazoni BarbosaResponder

    Em outubro vou a Bogotá e pretendo ficar num hotel na Calle 18 e andar a pé pela região da Candelária. Gostaria de saber se a região é perigosa.

  23. Cida CostaResponder

    Olá Uziel, também estou pensando em conhecer a Colômbia, mas estou pesquisando muito, um amigo me falou que tem muitos sequestros nos aeroportos, fiquei preocupada.

    • Uziel MoreiraResponder

      Oi, Cida. Todo país é igual bula de remédio, parece perigoso demais, até que vc toma a coragem de ir conhecer. Já fui pro aeroporto dezenas de vezes e nunca fui sequestrado. Bogotá é mais segura do que a maioria das capitais do Brasil. Mas é claro que ninguém tá livre de uma situação chata, se coisas assim pode acontecer em Paris, Londres, imagine na América Latina. 100% seguro só o céu.

  24. Luiz PaixãoResponder

    Uziel, tenho duas perguntas:
    1- Como é pra estacionar nas ruas da Candelaria? Pretendo alugar um carro e me locomover bastante por lá. Por exemplo, vou ao museo del oro, museo botero, plaza bolivar e o restaurante fulanitos. É muito difícil estacionar perto desses lugares? Corre muito risco de furto/assalto?
    2- Quero ir ao Bogotá Beer Company à noite, pretendo beber e voltar depois da 00h, no hotel de la ópera, que não é muito longe. É melhor pegar um taxi, mesmo sendo perto? Agradeço desde já.

    • Uziel MoreiraResponder

      Oi, Luis. Na Candelária é péssimo para andar de carro, o melhor é deixar em um estacionamento. Táxi é tõ barato que é melhor do que correr o risco de sofrer um acidente. rsrsrs. Falando nisso, comprou o seguro viagem aqui no blog? É bom pq lá não tem saúde pública.

      • Luiz PaixãoResponder

        Obrigado! Ainda não, mas vou comprar.

        • Uziel MoreiraResponder

          Valeu, tome uma malteada no El Corral por mim. rsrsrs. Abraços.

  25. Luiz PaixãoResponder

    (Corrigindo, tem mais uma kkkk) E pra tirar fotos em lugares públicos durante o dia? Você acha que é tranquilo?

    • Uziel MoreiraResponder

      Depende do lugar, mas no geral é. Só tem que ter atenção porque América Latina sabe como é? Apesar que dando bobeira em lugar pouco ou extremamente movimentado se é roubado até na Suíça. Estando ligado é mais difícil que um bandido escolha vc como vitima. Mas também não é o Iraque. rsrsrs.