Quem vem a Bogotá sempre tira um dia para conhecer a mina de sal de Zipaquirá. O que pouca gente sabe é que existe uma outra mina, a qual é mil vezes mais interessante. Trata-se da mina de sal de Nemocón, um povoado que fica a  apenas 16 km de Zipaquirá.

Devido a logística e também por questões de marketing, a Catedral de Sal terminou ofuscando à atração vizinha. É somente por isto que a de Zipa é mais conhecida. Porém, se você vier a Colômbia e tiver que escolher uma das duas, escolha a mina de Nemocón.

Como Chegar

Você pode contratar um táxi, o que deve custar em torno de 100 dólares. Outra opção é entrar em contato com a agência Colombia4u, e pedir um orçamento para este tour, já que seria um passeio personalizado. A equipe da agência é formada por brasileiros, o que facilita a comunicação.

colombia4u agência bogotá tours colombiaAgora se você já é um viajante profissional, pode chegar lá por conta própria. E gastando por volta de 20 reais.

Em qualquer estação de TransMilenio, busque pelo ônibus B74, ou qualquer outro que indique Portal del Norte como destino final. A passagem do TransMilenio custa 1.800 pesos (por volta de 2 reais).

Ao chegar ao Portal, procure pela plataforma que diz Zipaquirá. É só seguir as placas que diz “intermunicipales”.

zipaquirá como chegar

Os transportes para Zipaquirá são pequenas vans e micro ônibus, por isso não dê bobeira e entre logo para não viajar em pé. A passagem é comprada dentro do bus e custa por volta de 4.000 pesos (uns 5 reais).

O trajeto até Zipaquirá dura aproximadamente 1 hora, ao chegar na cidade peça então ao motorista para lhe deixar na Carrera 8, onde passam a todo instante os ônibus coletivos para Nemocón, a passagem custa 2,20.  Avise ao motorista que você quer ficar na mina, ele irá parar a apenas duas quadras.

E para voltar, é só fazer o mesmo. Pegar o coletivo para Zipaquirá, de lá entrar numa das vans que ficam gritando “BOGOTÁ” e será deixado no Portal del Norte, onde poderá tomar o TransMilenio que melhor lhe sirva. provavelmente o H74 que vai para o centro.

Por que a Mina de Nemocón é Melhor?

A entrada custa 20 mil pesos (por volta de 25 reais) e nesse preço vem incluso o guia, diferente da mina de Zipaquirá em que o guia deve ser contratado por fora.

A primeira atração é um museu, no qual o guia vai explicando como era a vida do povo que vivia próximo à mina antes do descobrimento do país, ou melhor, antes do descobrimento do fogo, já que fósseis de mamutes e outros animais extintos já foram encontrados por lá.

SAM_9004

Passado o museu, cada turista recebe um capacete, diferente da mina de Zipa, na qual entramos sem nenhuma proteção.

SAM_9010

Entrada da mina.

Quem tem mais de 1,65 precisa baixar a cabeça enquanto desce as escadas da mina. À primeira vista dá um certo medo.

SAM_9012 SAM_9014

Andando um pouco mais, chegamos ao cenário mais bonito: os espelhos d’água. O efeito visual da água que reflete o teto é algo impressionante. Apenas este ponto já é o suficiente para desbancar a Catedral de Zipa.

nemocón mina de sal

Foto obrigatória da mina. Reflexo na água.

nemocon

Dá vontade de passar horas admirando os espelhos d’água…

SAM_9153

Mas a mina é grande e há muita coisa para se ver, entre elas as esculturas e estátuas.

nemocón corazon

Coração esculpido em pedra.

SAM_9099 SAM_9135As cachoeiras de sal podem ser consideradas outro atrativo de encher os olhos.

SAM_9091SAM_9123SAM_9030A mina de sal de Nemocón é tão bonita que se tornou – literalmente – cenário de cinema. Foi lá que se gravou parte do filme “Os 33”, com Antonio Banderas, Rodrigo Santoro e Juliete Binoche. Mas os cenários que fizeram parte desta produção cinematográficos ficarão para o próximo post. Não percam.

os 33 mineiros filme


Categorias: Colômbia

Deixe seu comentário

  1. Alan QuitérioResponder

    Olá Uziel. Seria possível fazer a Catedral de sal e a mina nemocon em um dia?? É importante dizer que em primeiro momento pretendo fazer por conta própria, ou seja, de ônibus. Obrigado

    • Uziel MoreiraResponder

      Vixe, Alan. Por conta própria os dois é muito corrido e não acho que valha tanto a pena pq no fundo são duas minas de sal. Se eu fosse você, eu iria só para a de Nemocón: mais barata, mais bonita e com guia incluso no ingresso. A de Zipaquirá custa o dobro e não tem guia.
      Se puder, compre o seu seguro e reserve o hotel pelo blog. Precisando de mais informações é só falar. Abraço.

      • AlanResponder

        Legal sua dica. Se a ideia é economizar, melhor apenas Nemocón. Tem opção de guia falando português? É necessário fazer reserva de horário para Nemocón? Obrigado

        • Uziel MoreiraResponder

          Tem em inglês, mas o guia do espanhol fala sem gírias, acho que não tem problema em entender. Não é preciso reservar, é bom ir cedo. Depois da mina, vc tem que voltar pra Zipaquirá, aí lá pode andar um pouco pela cidade antes de voltar pra Bogotá, a praça é simpática.