Morar no Exterior – O Melhor e o Pior dos Países da América Latina

Morar no Exterior – O Melhor e o Pior dos Países da América Latina

Em tempo de crise é comum que as pessoas queiram, morar no exterior, mudar de país e recomeçar do zero tendo como meta uma qualidade de vida melhor. Acho essa insatisfação bastante válida, afinal, não é porque a pessoa nasceu numa nação que tem que morrer nela.

Recebo muita gente me perguntando qual é o melhor país para se viver dos que fazem parte da América Latina. Tal resposta não pode ser exata porque o que é bom ao meu ver pode ser péssimo para o outro. No entanto, vou dizer aqui a partir do meu ponto de vista o que achei de melhor e de pior em cada país latino que visitei/morei.

Argentina

buenos aires literatura

O Melhor

Sem dúvida é o ensino. Todo o mundo tem acesso ao conhecimento, existe curso de tudo o que você possa imaginar por um preço realmente acessível. Não é à toa que tanta gente vai pra lá fazer medicina. É verdade, entretanto, que a educação argentina já foi melhor, mas ainda há uma abertura para a cultura maior do que no Brasil.

O Pior

A prepotência e a frieza, principalmente, dos que são nascidos e criados em Buenos Aires, ou seja, os porteños. Nos quatro meses que morei lá até conheci alguns nativos muito simpáticos, mas não foram mais de quatro. Pense num povo bruto. Eu tomei tanto coice que a minha vontade era de fugir. Definitivamente, não voltaria a morar lá jamais.

Chile

CIMG4441

O Melhor

Eu fiquei impressionado de ver o quanto o Chile é bem desenvolvido. O país atravessa uma boa fase desde a entrada do século XXI. A impressão que me deu é que as coisa funcionam um pouco melhor do que a média dos países emergentes. Vale destacar o metrô de Santiago de Chile, achei formidável.

O Pior

A comida. Foram 12 dias sofridos. Do café à carne, nada me agradou. E eles têm a mania de botar abacate em tudo. Eu entendo que cada país tenha os seus pratos típicos, mas lá o típico atravessou as barreiras e está na mesa do dia-a-dia e até no fast food.

Colômbia

eje cafetero salento armenia colombia

O Melhor

Ao contrário do Chile, a Colômbia tem uma comida que parece que foi feita pra mim. Gosto do tempero, da variedade, da qualidade, tudo é fresco, os alimentos são baratos. Por 8 reais você consegue comer bem, imagine só. Foi muito por causa do estômago que eu morei lá 18 meses. Sem falar na receptividade, eles são muito hospitaleiros (tirando os de Cartagena).

O Pior

Diferente da Argentina, eu fiz uma dúzia de amigos nativos logo no meu primeiro dia, as pessoas são amabilíssimas. Porém colombianos, no geral, tem um defeito que com o passar do tempo me estressou demais. Pense num povo enrolado e sem palavra. O colombiano mente sem crise na consciência porque já faz parte da cultura dizer as coisas e não cumprir.  É pior que brasileiro.

Equador

 

Uma foto publicada por Uzi Por Aí (@uziporai) em

O Melhor

Mesmo a moeda sendo dólar, o custo de vida no Equador me pareceu bom. Além do mais, ganhar em dólar é ótimo, por isso seria um país interessante para o profissional que tem chances de conseguir uma trabalho que pague bem. A depender da área é possível.

O Pior

O Equador que me desculpe, mas o achei muito subdesenvolvido, pobre mesmo. A pobreza é estampada, os serviços públicos terríveis, nada parece ser desse século. Inclusive algo que me chamou a atenção é quantidade de bares de karaokê, parece que eles descobriram o karaokê em 2012.

México

angl de la independencia mexico

O Melhor

Eu me apaixonei pelo México, quase fui morar lá também. E o que mais me chamou a atenção foi ver como eles estão avançados, economicamente falando. A impressão que eu tive é que tem trabalho pra todo o mundo. Provavelmente, não seja assim de fato, mas passa essa ideia.  Empatado com a surpresa do progresso, está a amabilidade do povo,  a enorme diversidade geográfica e cultural do país. Em suma: a atmosfera. É um país único.

O Pior

A comida. É tudo muito exótico, então para pessoas que não podem comer de tudo por problemas de saúde, que é o meu caso, lá é bastante complicado. Tudo tem pimenta, do suco a uma cerveja, eles colocam molho chile em qualquer coisa que seja comestível ou bebível. A falta de higiene no trato com os alimentos também é tensa.

Panamá

ca1

O Melhor

A economia de lá também é dolarizada, então para ganhar dinheiro pode ser uma boa opção. Outro ponto positivo é a posição geográfica, é possível encontrar voos baratos para todos os lados. E por falar em barateza, é o paraíso para quem gosta de produtos eletrônicos e roupas. Sem falar nas praias quase desertas.

O Pior

Eu sou nascido e criado no sertão da Bahia. Lá era 40 graus todo santo dia, então eu sou acostumado com o calor, porém, quando o voo chegou e eu passei pela porta do avião, pensei que eu estava numa panela de pressão. O calor do Panamá é uma coisa que eu nunca tinha visto na minha vida. Lá é muito úmido, o que faz os 40 graus parecerem 80.

Perú

CIMG7209

O Melhor

O povo. O Perú é o único país do mundo que os nativos lhe param no meio da rua para tirar foto com você, só pelo fato de ser estrangeiro. Em Machu Picchu, eu tive que tirar um monte de foto com os alunos de uma escola em excursão. Em Lima, no Parque da Águas, a mesma coisa. Não é questão de ser bajulado, mas viver num país em que as pessoas lhe recebem bem faz muita diferença.

O Pior

O Perú tem suas mazelas, mas acho que o fator que me faria pensar duas vezes em morar lá é o trânsito. Se a cidade tiver mais de 50 mil habitantes já dá confusão. Eu nunca vi tanto carro batido por metro quadrado. E se você preferir o transporte público para não se estressar dirigindo, vai se estressar com o reggaeton explodindo os seus tímpanos na buseta (como eles chama o bus) lotada.

Uruguay

CIMG3466

O Melhor

A tranquilidade. No Uruguay, eu me sentia como se eu estivesse andando em slow motion. Mesmo no centro da capital, você vê pessoas tomando seu mate tranquilamente como se não houvesse amanhã. Todo o mundo parece ser meio zen. O povo também é bastante receptivo.

O Pior

Essa lentidão se reflete na atmosfera. Parece que o país parou no tempo. Na verdade, tudo lá é envelhecido (não no bom sentido), inclusive a população também é muito envelhecida. Os jovens vão tentar a vida em outros países e não se vê muita juventude. O custo de vida também é outro ponto negativo, achei um pouco elevado.

Bom, esse é o meu melhor e pior de cada país da América Latina, caso você conheça algum deles e discordo, deixei aí nos comentários o que você considera o melhor e pior do que você conhece.

Importante: não viaje sem seguro viagem.

Compre o seu com a Seguros Promo, empresa que trabalha com várias opções de preço, e receba 5% DE DESCONTO usando o cupom do blog: UZIPORAI5. Indico porque já usei (veja como foi minha experiência) e não tive problemas. Clique aqui ou no banner abaixo e confira qual se adequa melhor às suas necessidades.

Toda vez que efetuar a compra do seu seguro através dos links ou banners expostos no “Uzi Por Aí”, você estará nos ajudando sem pagar absolutamente nada a mais por isto.

Obrigado e ótima viagem!

Compartilhe:

Comente via Facebook

6 Responses to Morar no Exterior – O Melhor e o Pior dos Países da América Latina

  1. JOSE ALDO TORRACA JUNIOR says:

    Eu e minha esposa somos aposentandos e com uma renda cerca de R$.6.000,00.
    Qual o país da América do Sul melhor para se morar?

  2. E sobre o interior da Argentina, será que se teria melhor sorte nas relações humanas, um pouco de calor humano? Obrigado e um abraço!

  3. Bruno says:

    Ola uziel, qual melhor país para colocar na balança entre segurança, saúde, educacao , custo de vida e clima ( nao suporto calor)?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *